Arquivos Comportamento | Cláudia Letícia | Blog
Browsing Category

Comportamento

Comportamento

Cabelo CURTINHO, porque SIM! #1

29 de outubro de 2015
capa-cabelo-curto

Tá pensando em cortar o cabelo curto? Então parou no lugar certo!

Gente, cortar o cabelo é simplesmente M-A-R-A-V-I-L-H-O-S-O. Depois que eu cortei, parei para pensar e vivenciar algumas situações novas, e quero compartilhar minhas experiências com vocês.

Se você já tá pensando ‘sua loouca, e se eu cortar e me arrepender?’ temos algumas coisas para considerar. No fim das contas, seu único arrependimento vai ser de não ter cortado antes!

A primeira coisa que você deve se perguntar é: qual o meu tipo de cabelo? Liso, ondulado, enrolado, cacheado, volumoso, etc. Sair por aí pesquisando no google qual corte combina com rosto quadrado, redondo, pontudo ou seja lá o que for só vai te privar da maioria dos cortes, dizendo que o corte X é o ideal. Você pode cortar o cabelo da forma como quiser amiga, basta estar preparada para o trabalho que isso vai te dar (ou não!).

De acordo com o comprimento e o corte do seu cabelo ele irá ficar mais fácil ou mais difícil de ajeitar de uma forma que você goste. Por exemplo, se você gosta de volume e cachos, cortar o cabelo liso muito curtinho irá ser complicado. Por outro lado, se você gosta de cabelos super lisos e comportados, cortar um cabelo cacheado em camadas ou todo repicado só irá te dar trabalho para reduzir o volume. Entenda como seu cabelo é, como você gosta que ele fique, e baseie suas pesquisas no google nessas respostas. Dessa forma a gente já muda a frase ‘qual corte combina com rosto redondo’ para ‘cortes para cabelo cacheado/liso/ondulado’.

Pronto, achou o corte perfeito. Agora é a hora de parar pra pensar: quanto tempo eu tenho diariamente para arrumar o meu cabelo? Vou dar um exemplo pra vocês: meu cabelo agora está suuuuper curtinho (logo logo tem post aqui pra mostrar pra vocês) e estou amando, mas gente, dá um trabalho danado! Isso porque meu cabelo é liso meio ondulado, e todas as vezes que eu durmo-deito-não seco com secador-molho ele fica todo amassado, arrepiado. Pra mim, que odeio perder tempo arrumando cabelo, ter que todas as vezes lavar o cabelo, secar, passar pomada, etc, é uma canseira. Por isso, leve sempre em consideração se aquele corte da foto precisa de secador, chapinha, pomada, seja lá o que for, e quanto tempo você vai precisar pra ele ficar ok. Claro que tem gente que não gasta nem 30 segundos. (lágrimas de inveja rolando) Continue Reading…

Cabelo, Fotografia, Sobre mim

Adeus, cabelo!

1 de agosto de 2015
capa

Gente, se tem uma coisa que me enjoa de tempos em tempos, é meu cabelo. Não gosto de rotina, de nada muito igual por muito tempo.
Fico no máximo 1 ano com o cabelo do ‘mesmo jeito’ hahahah e dessa vez fiz o que queria a tempos mas estava me decidindo: cortei curto!
Ainda não sei se só vou ficar nesse corte {porque eu queria mesmo era cortar mais! hahaha) mas por enquanto estou aproveitando.

Eu amava meu cabelo na cintura e ruivo, mas já tinha me cansado dele. Meu conselho para quem quer mudar radicalmente é: pensa bem antes! Muuuitas pessoas vão sempre perguntar: ‘por que você fez isso?’, ou então ‘seu cabelo era bem melhor antes!’, e ter certeza é importante nessas horas.
Eu sou muito decidida e nunca me arrependi de nada que fiz no cabelo. Cabelo cresce, minha gente, e a vida passa. Não quero de forma alguma chegar aos 50 anos sem nem saber como fico com o cabelo de diversos tamanhos e cores.

Já fiz várias coisas no cabelo, e tem muuuuitas outras que ainda quero fazer! Não tenho receio em cortar porque meu cabelo cresce muito rápido, e tenho bastante.

meus cabelox 2

{14 anos | 16 anos | 17 anos | 19 anos | 21 anos}

Continue Reading…

Sobre mim

15 fatos curiosos sobre mim

5 de março de 2015
CAPA OP

Oi gente! Tudo bem com vocês?

Hoje vou contar ’15 fatos curiosos sobre mim’ e mostrar algumas fotos recentes {obrigada sis Isabella, pela ajuda com as fotos, <3}.

Já vi essa tag com 10 mas não consegui me conter e acabei fazendo 15. Quem quiser responder também, sinta-se convidado! 😀

1. Tenho pavor de lagartixa. Minha mãe contou que uma vez, quando eu era bebê e estava no berço, tinha uma lagartixa no quarto. Fiz um escândalo e não parei de chorar até tirarem ela de lá. Eu sei que elas não fazem nada, coitadinhas, mas prefiro elas bem longe de mim, credo.

2. Sou muito ligada a cheiros. Lembro de pessoas pelo perfume, de situações e sentimentos, e amo isso.

3. Preciso de um tempo quando acordo. Não acordo de bom humor (e sim, sou daquelas que se irrita com quem acorda!), não gosto que me façam perguntas, me apressem. Mas gosto de acordar e ver as pessoas que amo hahaha gosto de saber que elas ainda estão ali, e eu também! Acordo todo dia grata por mais um dia. Só não quero conversa. hahah

4. Tenho uma mania louca de arrumar as pessoas mentalmente. Quem me conhece sabe! Olho pra uma mulher/homem e imagino qual corte de cabelo, maquiagem, roupa, ângulo, ficaria ideal (na minha concepção, claro). Acho que fui desenvolvendo (ou piorando?! hahaha) isso por causa da fotografia.

5. Sou apaixonada por sorrisos. Mesmo. Acho que todo mundo fica melhor sorrindo!

6. Abro muitas abas no navegador. Tipo umas 20!

7. Sou muito desligada com coisas e muito observadora com pessoas. Vivo esquecendo celular, bolsa, carteira, chaves, documentos, e tudo que tenho na mão nos lugares. Mas dificilmente esqueço o rosto, o olhar ou traços da personalidade de alguém.

8. Quando eu gosto muito de uma música, fico escutando milhares de vezes seguidas. Minhas irmãs enlouquecem! Hahahah

9. Eu odeio o Microsoft Excel. E sei que é porque eu não sei fazer quase nada nele!

10. Não gosto de morar na mesma cidade muito tempo. Com no máximo 5 anos eu já estou querendo mudar.

11. Quando era pequena, meu sonho era que minha família e eu morássemos naqueles trailers que são uma casa por dentro; eu via nos filmes e achava o máximo.

12. Com 11 anos eu já tinha lido toda a sessão infantojuvenil da biblioteca da minha escola. Isso devia significar uns 150 livros. Meus preferidos eram de romance e de detetive; nunca me esqueci da série ‘A Turma dos Tigres’, que o leitor tinha que descobrir as pistas, eu adorava.

13. Sou uma romântica incurável. Acredito no ‘felizes pra sempre’ e não importa se meus ‘pra sempre sempre acabem’. Além de acreditar que a felicidade está em momentos, acredito no amor. <3

14. Gosto de banheiros impecáveis. Meu guarda roupa é bagunçado, meu quarto não é um exemplo ideal de organização, mas compartilhar banheiro pra mim é complicado. Odeio cabelo no ralo, cabelo no sabonete, shampoo sem tampa, sujeira no chão, escova de dentes sem proteção de plástico, papel higiênico molhado, toalha fora do lugar. DOIDA mesmo. hahaha

15. Tenho gastura quando alguém raspa panela com colher de metal e com a textura da casca da maçã no meu dente. Com a maçã é pior, é uma tortura. AARGHH Continue Reading…

Sobre a vida

Receita para felicidade – testada e aprovada!

15 de janeiro de 2015
tumblr_static_tumblr_static__1280

‘Jogo do contente’. Com meus 8 anos, foi assim que pela primeira vez na vida ouvi falar de algo que agora que tenho 21 só faz mais e mais sentido. No livro, Pollyanna aprendeu com seu pai que mesmo nas mais adversas situações podemos treinar nossos olhos para que vejam algo bom.

Quase tudo na vida é uma questão de perspectiva, mas a gente só aprende isso quando consegue compreender as situações em ângulos diversos. Eu já conheci tantas pessoas lindas e tristes, ricas e infelizes, sem condições financeiras e extremamente alegres. Já vi tanta gente doente sem reclamar e muitos outros saudáveis com falas restritas a coisas ruins. O pessimista e o otimista, o racional e emotivo, o copo meio cheio ou meio vazio. E depois de tanto observar, descobri o que pra mim é uma ‘receita de felicidade’, daquelas quase milagrosas mesmo, sabe? A gratidão. Colocá-la em prática é um exercício diário e com bons resultados.

Não há um dia sequer em que não haja nada pelo que ser grato. Podemos começar pelo básico mesmo: ‘Sou grato por ter acordado mais um dia, por ter o que comer, onde dormir…’ E logo depois estamos olhando para nossas mães super protetoras, implicantes, e estamos gratos por elas ainda estarem ali. Por insistirem incansavelmente em cuidar, educar, acalmar, nos fazer felizes.

As falhas cotidianas dos nossos parceiros já não são nada relevantes: somos gratos por ter alguém ao nosso lado que nos ama como somos e suporta as nossas falhas (mesmo enquanto achamos que somos perfeitos e o problema é sempre com o outro!).

Os filhos já não são mais birrentos e manhosos porque agora nosso foco está no fato de que por um milagre eles existem, estão ali, precisando de cuidados e dando em troca aquilo que muitas vezes não conseguimos dar: o amor incondicional.

Os dias não são só mais um dia, o tempo em que passamos com as pessoas que amamos de repente não é mais suficiente e reservar a felicidade pro final de semana, pro final do ano, pra depois que as crianças crescerem, depois de encontrar alguém, depois de ganhar na mega-sena, simplesmente não faz mais sentido.

Todo dia é o dia certo de ser feliz, de amar mais, de ser mais gentil, de ser grato.

Que 2015 seja um ano incrível e que possamos sempre ser gratos, ver as coisas da melhor forma possível e aprender a ser mais e mais felizes.

Um beeeijo :**